SEO Checklist: guia completo para otimização!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Contar com um SEO Checklist te ajuda a otimizar e melhorar ao máximo seus sites e páginas para a busca orgânica, a fim de conquistar as posições mais altas entre os resultados de busca. Com o guia, você se organiza e acompanha seus conteúdos de perto, a fim de garantir que todos estão de acordo com as diretrizes dos motores de busca.

Conquistar o topo da página de resultados de busca do Google é o grande objetivo de muitas marcas no mercado. Afinal, estar entre as 3 primeiras posições traz diversas vantagens, como maior visibilidade e aumento significativo do tráfego orgânico. Já percebeu como você mesmo se comporta ao fazer uma pesquisa? Aposto que, com certeza, você instintivamente clica em um dos 3 primeiros resultados – e, principalmente, no primeiro deles.

O próprio Google fez uma pesquisa e divulgou que 75% dos usuários não passam da primeira página de resultados ao realizar uma pesquisa. Por isso, apenas o fato de você estar na primeira página de resultados já tem um impacto muito grande sobre o tráfego orgânico do site.

Mas, afinal, como conquistar as posições mais altas do Google e chegar ao top 3 de resultados? Para isso, contar com um SEO Checklist pode te ajudar em todos os processos e etapas, até mesmo quando você já estiver no topo – afinal, além de conquistar a posição, é preciso se manter.

Continue com a Opti até o final e confira um SEO Checklist exclusivo e completo para você. Boa leitura.

seo checklist
Checklist de SEO completo e atualizado: confira todas as áreas e técnicas – Foto: Freepik.

O que é SEO?

SEO é a sigla para Search Engine Optimization – que se traduz para o português como otimização para mecanismos de busca.

Em geral, trata-se de uma série de aprimoramentos em seu site ou blog para torná-lo amigável aos algoritmos do Google e aos usuários. Dessa forma, você conquista as melhores posições no ranking de resultados de busca.

O SEO, então, é uma estratégia de marketing digital crucial para ascensão de todo negócio que deseja ser visto e encontrado pela sua audiência. Com sites cada vez mais otimizados e responsivos, que agradem ao público e mostrem qualidade e técnica aos buscadores, você consegue chegar aos 10 melhores resultados de pesquisa. 

Afinal, o padrão de consumo e pesquisa das pessoas passou por uma grande mudança nos últimos anos. Hoje em dia, sempre que temos uma dúvida ou problema, ou até mesmo antes de comprar ou produto ou contratar um serviço, é comum recorrer ao Google e fazer várias pesquisas – como resolver, qual o melhor, o mais moderno, etc.

Por isso, estar entre os principais resultados de busca é fundamental para que sua marca seja vista e encontrada pelo público.

E para conquistar o topo da página de resultados do Google, o SEO é o seu maior aliado.

Importância de contar com um SEO Checklist

Ter conhecimento e domínio sobre o SEO é fundamental para que suas páginas estejam otimizadas para os usuários e para os buscadores – e, dessa forma, tenham mais chances de obter um ranqueamento melhor.

Contudo, o SEO se divide em diversas áreas, com detalhes próprios que têm impacto direto em seu conteúdo.

Por isso, não pense que o SEO se resume a apenas algumas técnicas. Essa estratégia engloba diversas medidas e ações, em diversos segmentos e áreas do seu conteúdo. Cujo objetivo é tornar o seu site mais atrativo ao usuário, bem como, mais amigável aos olhos dos Googlebots (os crawlers que avaliam suas páginas).

Então, em um cenário de alta complexidade, contar com um SEO Checklist pode te ajudar a se organizar e garantir a otimização de todos os segmentos de seu conteúdo. Afinal, você não esquece de nenhum detalhe e garante a melhoria de toda a sua página.

Você também pode ter interesse em:

SEO Checklist

A seguir, listamos algumas das principais ações de SEO que você deve adotar para alavancar o posicionamento do seu domínio. Acompanhe:

  • SEO Básico (no momento de criação de um site):
    • Configuração do Google Search Console, Bing Webmaster e do Google Analytics;
    • Instalação de um plugin especializado em SEO no WordPress do site;
    • Criação de um sitemap e do arquivo Robots.txt;
    • Garanta a indexação de seu site.
  • Pesquisa de Palavras-chave:
    • Faça uma análise de concorrentes e de suas principais palavras-chave;
    • Levante as buscas e dúvidas mais comuns;
    • Encontre variações para palavras-chave de cauda longa (mais específicas, mas que ainda são procuradas);
    • Elabore um mapa de palavras-chave;
    • Verifique a intenção de busca dos usuários de acordo com os principais resultados de pesquisa;
    • Se atente ao volume e dificuldade de cada keyword.
  • SEO Técnico
    • Atenção para os erros de rastreamento e páginas duplicadas em seu site;
    • Verifique a velocidade da página;
    • Acesse o Google Search Console e faça inspeções de URL;
    • Garanta a compatibilidade das páginas com dispositivos móveis (seja mobile friendly);
    • Utilize o HTTPS;
    • Se atente aos links quebrados;
    • Verifique tafs canônicas;
    • Corrija páginas órfãs;
    • Adicione dados estruturados.
  • SEO Off-page (ações fora de seu domínio):
    • Elabore uma estratégia de link building;
    • Trabalhe e aprimore as Relações Públicas Digitais (RP Digital);
    • Crie um perfil da empresa no Google;
    • Adicione links externos.
  • SEO On-page (ações dentro de seu domínio e conteúdo):
    • Crie um planejamento para manter a constância nas publicações;
    • Atualize os conteúdos com informações recentes e relevantes;
    • Otimize as imagens (atributo alt, tamanho, nome);
    • Aprimore o conteúdo: texto, título, meta tags, etc;
    • Verifique a existência de meta-descrição e tags duplicadas;
    • Faça uma boa construção de links internos;
    • Utilize a palavra-chave e a mantenha central em seu conteúdo – procure sanar todas as dúvidas do leitor e pensar em tópicos relevantes e relacionados ao assunto.

SEO Checklist: básico (inicial)

O SEO básico é – literalmente – a base para que seu site e domínio entre na competição e tenha chances de ranquear entre os resultados de busca. Eles são fundamentais para que você elabore uma estratégia de SEO bem sucedida e eficiente

Configuração do Google Search Console, Google Analytics e Bing Webmaster Tools

O Google Search Console é uma das primeiras e mais essenciais ferramentas para o seu domínio. A ferramenta do próprio Google oferece informações importantes sobre o desempenho do seu site ou página, a fim de que você melhore cada vez mais.

O Bing Webmasters é uma ferramenta semelhante, mas que oferece informações do buscador Bing. A partir de ambos, você tem um panorama melhor sobre a performance de suas páginas nos mecanismos de busca.

Estas duas primeiras plataformas possuem diversas funcionalidades, como o mapeamento de palavras-chave através das quais os usuários chegam até você e envio de sitemaps. Além disso, você também pode avaliar o rastreamento de cada página e indexá-las.

Já o Google Analytics, também do próprio buscador, apresenta informações sobre o tráfego de seus sites – a quantidade de visita, a localidade de cada uma, os conteúdos mais acessados, etc.

Assim, você consegue identificar o crescimento ou queda de tráfego, determinar o período de análise, avaliar quais palavras-chave trazem mais visitas e muito mais.

As duas ferramentas do Google possuem integração entre si. Ou seja, você consegue importar os dados do Search Console para o Analytics.

Você pode se interessar: Tráfego Pago e Tráfego Orgânico: qual o melhor?

Baixe e instale um plugin de SEO para o WordPress

Caso você use o WordPress como CMS para seu site, é possível baixar e instalar plugins especializados em SEO que te ajudam a identificar melhorias em seus conteúdos.

Assim, com a ajuda de um plugin, você consegue visualizar melhor todos os pontos que precisam de otimização, a fim de deixar seu conteúdo mais amigável para os usuários e para os motores de busca.

O plug-in mais popular para SEO no WordPress é o Yoast SEO. Essa ferramenta permite identificar os pontos de melhoria. Além dela também existem outras soluções como o plugin da Opti.

Contudo, se você usa algum CMS que não seja o WordPress, vale a pena conversar com os desenvolvedores sobre a possibilidade de um plugin de SEO.

Sitemap e robots.txt

O sitemap é um mapa do site, que ajuda os Googlebots a identificar quais páginas rastrear e qual a versão canônica de cada uma. Ou seja, os sitemaps mostram para o Google quais as páginas e arquivos que você julga mais importantes em seu site, ao lado de dados valiosos desses arquivos.

Ele possui diversos formados, mas o XML é o mais comum. Existem plugins do WordPress que possuem a geração do sitemap como uma funcionalidade padrão. Contudo, você pode recorrer a ferramentas específicas para isso.

Quando já estiver com o arquivo pronto, basta enviar para o Google Search Console e para o Bing Webmaster. Não se esqueca de refereciar o sitemap no arquivo robots.txt.

Este, por sua vez, informa aos crawlers do Google quais as páginas e documentos podem ser solicitados de seu site. Assim, ele é usado para impedir o rastreamento de seções específicas de seu site – e é preciso criá-lo mesmo que você não tenha nenhuma página para não rastrear.

Encontre ambos os arquivos aqui:

  • https://www.dominio.com.br/sitemap.xml
  • https://www.dominio.com.br/robots.txt

Preste atenção à indexação das páginas

Garantir a indexação de suas páginas é fundamental para que elas apareçam nos resultados de busca. Mesmo assim, a desindexação dos sites é frequente, visto que os desenvolvedores podem não remover a tag noindex quando publicarem o site.

A ação é feita de forma rápida e fácil atrravés do Search Console. Basta, colar a URL no campo de pesquisa da ferramenta, e clicar em “solicitar a indexação”.

seo checklist
SEO Checklist 2024: SEO on-page, off-page, técnico e básico – Foto: Freepik.

Pesquisa de palavra-chave

Palavra-chave é todo termo ou frase que o público utiliza para fazer pesquisas nos motores de busca. Por isso, elas são todo o pilar sobre o qual seu conteúdo se estrutura – o que a torna central.

Ela é essencial para conseguir aumentar seus acessos e fazer com que sua audiência te encontre. Afinal, ao pesquisá-las no Google ou Bing, o buscador irá apresentar os resultados correspondentes ao interesse da busca – e é ali que você deve estar.

Mas como saber qual palavra-chave usar? Afinal, a melhor palavra-chave para seu conteúdo é aquela que sua audiência utiliza para te encontrar. Por isso, é preciso fazer uma pesquisa de palavra-chave para definir as com maior volume de busca. Essa informação está disponível na própria ferramenta do Google, o Google Keyword Planner que fica no Google Ads.

Além disso, conhecer sua persona é fundamental. Quando você sabe as intenções e dores do seu cliente ideal, fica mais fácil imaginar quais serão as palavras-chave de suas buscas. 

Quais são seus interesses e objetivos? Em qual nível do funil ela está? Tudo isso vai servir de direcionamento para seu conteúdo e posicionamento estratégico das palavras-chave. 

Analise seus concorrentes

Estude as palavras-chave usadas e ranqueadas pelos seus concorrentes. Com essa ação, que parece simples, você consegue definir quais são as frases mais procuradas e que trazem mais tráfego para estas páginas.

Encontre variações para palavras-chave de cauda longa

As palavras-chave de cauda longa são as mais específicas, geralmente frases maiores e correspondem a assuntos e temas mais fechados. Por isso, seu volume de busca pode ser menor, mas a sua taxa de conversão é maior.

Em geral, os usuários que buscam por estes conteúdos estão no meio ou fundo de funil – ou seja, mais próximos do fim da jornada de compra e próximos da aquisição ou contratação do seu serviço.

Mapa de palavras-chave

Depois de toda essa pesquisa de palavras-chave, crie um mapa com todas elas para identificar possíveis lacunas. Assim, a partir desse mapeamento, você consegue definir quais conteúdos otimizar, quais são as criações, e muito mais.

SEO Checklist: On-page

SEO On-page é o nome dado a todas as otimizações e melhorias que você realiza dentro de seu próprio domínio e conteúdo. São diversos pontos de otimização, a fim de garantir que sua página está o mais amigável possível para seus usuários e para os crawlers.

Meta-title 

Também conhecido como SEO title, o meta-title é o link azul que aparece nos resultados da página de busca e na aba do seu navegador depois que você clica nele. 

Ele serve para mostrar aos mecanismos de busca e algoritmos sobre o que seu conteúdo trata. 

Quando você não define um bom meta-title, fica aberto ao Google escolher por você. Ele faz isso selecionando algum trecho do seu texto, que não vai estar otimizado pensando na sua persona, o que pode confundir os resultados.

Para desenvolver um bom meta-title, é preciso seguir alguns critérios: 

  • Tamanho do meta-title: é importante não criar meta-titles muito longas, o ideal é que tenha no máximo 55 caracteres para ficar totalmente visível para o formato web e mobile.
  • Use palavras-chave: o meta-title também é um ótimo lugar para inserir keywords, de preferência logo no início. Essa é a parte que mais chama atenção dos robôs do Google.
  • Seja sincero: não crie títulos mirabolantes apenas para atrair visitantes. Se seu meta-title for algo alarmista demais ou sensacionalista, a impressão do seu site pode se tornar negativa, já que os usuários vão entrar, se deparar com um conteúdo diferente do que viram na página do buscador, e sair. Lembre-se que o tempo de permanência na página também é um fator importante para o Google. 

Meta-description

A meta-description não é considerada um fator de ranqueamento, mas isso não significa que é irrelevante nesse SEO Checklist. Afinal, não podemos pensar em SEO somente olhando para os mecanismos de busca – é preciso colocar o usuário como prioridade também. 

Glossário de marketing digital

A meta-description é a pequena descrição que aparece abaixo do meta-title nos resultados de busca. Ele é a “chamada” para conteúdo, mostrando do que ele se trata e o que o usuário vai ganhar ao clicar no seu site.

Seguindo o mesmo raciocínio do tópico anterior, é importante ser sincero no que você diz na meta-description Por isso, não crie expectativas no seu lead se não puder atendê-las com qualidade.

Você pode ter interesse:

Legibilidade e estrutura do seu conteúdo

Legibilidade é o fator que determina a facilidade de leitura do seu texto – ou seja, o quão fácil é para os usuários lerem seus conteúdos. Construir um texto legível significa criar um conteúdo democrático, de fácil entendimento, que seja acessível a todos.

Dentro dessa categoria também entra o quão “cansativo” pode ser a leitura do seu artigo, que aborda, por exemplo, o uso de palavras rebuscadas. 

A estrutura também é importante, pois além das palavras rebuscadas, outro fator que influencia muito na facilidade de leitura é o tamanho dos parágrafos e quantidade de palavras em cada bloco de texto, bem como a subdivisão interna do conteúdo. 

O ideal é que cada parágrafo tenha no máximo 4 linhas e cada bloco de texto dos subtítulos não ultrapasse o total de 300 palavras. 

Otimização de imagens

A otimização de imagens é indispensável ao SEO; afinal, elas também são fatores de ranqueamento e possuem grande impacto em seu conteúdo. Quer ver sua importância ao SEO? Faça uma busca no Google e conte quantas imagens o primeiro resultado de busca possui.

As imagens são mais atrativas aos olhos humanos do que textos e, além disso, nós registramos e temos capacidade de memorizar imagens muito mais fácil do que palavras. 

Assim, é importante que tanto imagens que ilustram seu conteúdo quanto os infográficos que o complementam passem por uma otimização. Dessa maneira, você se atenta a aspectos como:

  • Nome da imagem;
  • Atributo alt;
  • Relação com o conteúdo da página;
  • Boa qualidade;
  • Direito de uso da imagem;
  • Bom título;
  • Uso de texto alternativo.

URL amigável 

A URL é o endereço do site, Como nada passa batido pelo SEO, ele também é um fator importante para a estratégia, pois, ajuda os robôs a encontrarem seu conteúdo.

Sendo assim, é importante que sua URL contenha a palavra-chave e seja de fácil entendimento, sem muitas palavras e muito complexa. A parte da URL que estamos falando é o final, onde aparece uma referência ao conteúdo da página.

Por exemplo: blog.opti.marketing/dicas-de-seo-para-aumentar-o-trafego-organico/, que diz respeito justamente a uma publicação sobre dicas de como aumentar o tráfego orgânico.

Não esqueça de preencher o campo de URL, pois caso o deixe em branco, uma URL aleatória substituirá e isso não será bem-visto aos olhos do Google. Afinal, URL’s poluídas são mais complexas, o que torna mais difícil para o usuário encontrar aquela página específica.

SEO Checklist: Off-page

Ao contrário do SEO On-page, o off-page é aquele feito fora de seu site, sobre o qual você tem menos controle – mas que ainda possui muito impacto sobre a autoridade de seu domínio. Existem diversas ações e medidas que você pode tomar para melhorar seu SEO Off-page, mas, em geral, elas demandam um bom RP Digital.

Por isso, entre em contato com sites de segmentos semelhantes, com conteúdos que interseccionam os seus, a fim de conseguir citações e até mesmo redirecionamentos – ou seja, construir um link building. Guest posts também são práticas comuns, em que o produtor de conteúdo de outro site produz para o seu, e vice-versa. Mas, lembre-se que os conteúdos das páginas devem ser relacionados.

Links externos também são importantes, mas atente-se ao Link Juice (porção de autoridade de sua página que é transferido para o domínio referenciado).

Por fim, criar o perfil de sua empresa no Google a coloca na plataforma de busca. Assim, fica mais fácil para seu público te encontrar e avaliar. Ali, é possível inserir informações relevantes, como endereço, horário de funcionamento, contato, etc.

Confira: Backlinks: O que são e para que servem?

SEO Checklist: técnico 

O SEO técnico pode ser considerado como os bastidores do SEO, com uma série de medidas e otimizações que repercute “por trás dos panos”. Sem a parte técnica, seu site não terá o melhor desempenho, o que faz com que as outras áreas do SEO não sejam tão efetivas.

Vamos ver agora os pilares do SEO técnico que garantem a melhor experiência ao usuário:

Velocidade de carregamento 

O tempo que seu site demora para carregar e aparecer ao usuário tem um grande impacto sobre o SEO da página e sobre seu posicionamento entre os resultados de busca. Afinal, ninguém gosta de acessar um conteúdo esperar por muito tempo – e hoje em dia cada segundo conta.

De forma nua e crua: o usuário não quer esperar para ter acesso ao seu site quando existem tantos outros disponíveis na internet que, além de carregar mais rápido, podem oferecer um conteúdo relevante em menos tempo.

Blog responsivo e mobile-friendly

Ter um blog responsivo significa tornar ele adaptável para vários formatos de comunicação, com um design intuitivo e funcional para todos. Por exemplo: um bom formato para web, mobile, tablet, etc.

É por aí que começa uma interação entre seu lead e seu site, pois se ele não apresentar uma interface amigável e agradável, não tenha dúvidas de que seus usuários irão partir em busca de outro site. Além disso, a maioria dos acessos à internet e suas páginas ocorre pelo celular – por isso, seu site precisa ser responsivo e funcional, pensando na experiência destes usuários em sua plataforma.

Conteúdo duplicado

Como o próprio nome já diz, conteúdo duplicado é a prática de manter conteúdos iguais, ou muito parecidos, no mesmo domínio e em páginas diferentes.

Esta é uma técnica existente dentro do SEO Black Hat, que consiste no conjunto de maus costumes do SEO cujo objetivo é burlar o algoritmo dos buscadores e, por fim, alcançar o topo de forma antiética. O Google pune domínios que utilizam metodo, pois, o considera como spam.

Disponibilidade

A disponibilidade diz respeito à hospedagem dos sites e blogs, que precisa se manter estável. Ou seja, sem quedas constantes e erros. 

Você pode gostar destes conteúdos:

seo checklist

Como produzir conteúdo com a ajuda desse SEO Checklist?

Vamos aos “finalmente” deste SEO Checklist. Apesar de ter inúmeras atualizações por ano, o algoritmo do Google ainda exige alguns pré-requisitos atemporais que podem ser aplicados em qualquer produção de conteúdo. 

Confira alguns deles: 

Estude sua persona

Persona é a representação do seu cliente ideal, com dores, preocupações, problemas e uma rotina. Em linhas gerais, ela é a pessoa certa que você pretende atingir e conquistar. Por isso, uma boa prática é elaborar uma história, gostos e até nomes para suas personas.

Analise o que ela faz, como funciona seu dia a dia, o que ela gosta de consumir e como ela se comporta perante a vida e os obstáculos. Tudo isso vai te dar uma base para começar a pensar no conteúdo ideal para ela.

O foco principal de todo esse trabalho de personificação é enxergar e entender sua dor, ou seja, o problema que ela precisa solucionar e como sua empresa é a solução ideal. Isso pode levar um pouco de tempo, pois muitas vezes nem ela sabe que está com algum problema.

Aí entra a importância de criar um conteúdo qualificado a ela, já que o intuito será trazer esse insight, acender um interruptor na mente da sua persona: “eu realmente não tinha parado para pensar nisso”. 

Conhecer sua persona com profundidade, como se ela fosse sua melhor amiga, vai te ajudar a lhe entender e prever que tipos de buscas ela fará. Assim, você também entende como conversar com ela e quais conteúdos são os mais relevantes.

Use palavras-chave primárias e secundárias 

Após fazer pesquisa de palavra-chave, você deve ter percebido alguns termos semelhantes, que se aproximam ou complementam sua palavra-chave principal. Estas são as palavras-chave secundárias, que ajudam a ranquear seu post, fortalecendo a primária. 

Algumas pessoas podem pesquisar por “palavras-chaves ou palavras-chave” por exemplo, a fim de entender qual é o plural desse substantivo. Assim, mesmo que seu artigo não seja sobre dicas de ortografia e gramática, ter essa palavra-chave no seu conteúdo vai fazer com que ele apareça em mais resultados de pesquisa. 

Posicione as palavras-chaves em pontos estratégicos do texto

As diretrizes do Google não recomendam repetir muitas vezes a mesma palavra-chave em único conteúdo.

Porém, a principal palavra-chave do seu texto deve aparecer em alguns pontos estratégicos. Isso é importante para os robôs encontrarem e rastrearem o seu conteúdo com mais facilidade.

Os principais locais para usar os termos são: no primeiro parágrafo do texto, até as 150 primeiras palavras, nos títulos (H1, H2,H3…). Também é relevante usar a keyword nos atributos de imagem.

Link building é um fator crucial para se ter em um conteúdo SEO. Isso porque, dentro dele, estão inseridos os links internos e externos.

Os links internos são os links que levam o leitor para outra página do seu blog, normalmente outro artigo. Esse clique gera importantes conversões e mostra ao Google que seu site possui conteúdos relevantes que engajam o visitante. 

Já o link externo é uma conexão com outro site, que pode gerar autoridade para sua página, mas apenas se usado da forma correta. 

Se seu link externo for para uma página desconhecido, sem conteúdos relevantes e com riscos de ser considerada de baixa autoridade pelo Google, seu site pode ser penalizado e até perder algumas posições no buscador. Por isso, é preciso prestar atenção aos links que você usa e associa ao seu portal. 

Call to Action

Call to action são as chamadas para ação que funcionam como gatilho mental em seus conteúdos. Sendo assim, eles chamam seu visitante para efetuar uma ação, que resulta em uma conversão para você. 

Pode ser clicar em um link, baixar um ebook, preencher um formulário… O call to action dá ao leitor a abertura para fazer algo que trará benefícios a ele, e isso precisa estar bem claro quando for formular sua CTA ao cliente – caso contrário parecerá vazio e seu cliente passará reto por ele.

Ferramenta de alta performance para marketing digital

Conhecer todas as áreas e pontos do SEO já é um tanto complicado, tendo em vista a quantidade de detalhes para memorizar. Mesmo com um SEO Checklist, contar com uma ajuda especializada para fazer o melhor marketing digital pode ser o grande diferencial da sua marca, que vai te colocar no topo.

Então conheça agora a Opti Marketing, a plataforma completa e eficiente para monitoramento de alta performance.

Com a Opti, você e seu time produzem conteúdos 100% otimizado para usuários e algoritmos, o que te deixa a um passo de conquistar as melhores posições entre os resultados de busca do Google. Por isso, nós oferecemos vantagem competitiva sobre seus concorrentes, com ferramentas e funcionalidades como:

  • Monitoramento automático da SERP;
  • Histórico de ranqueamento de keywords;
  • Análise de SEO integrada ao WordPress;
  • Suporte especializado multicanal e muito mais.

Baixe o plugin gratuito e comece agora.

Esse artigo foi útil?

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Como você achou esse post útil...

Let us improve this post!

Lamentamos que este post não tenha sido útil pra você.

Conteúdos relacionados

Supere a concorrência
na SERP do Google

Receba dicas gratuitas de SEO no seu e-mail.

Como funciona plugin Opti