marketing-de-conteúdo

Marketing de Conteúdo: o que é e como fazer?

Marketing de Conteúdo é uma estratégia dentro do Marketing Digital que consiste na atração de visitantes e clientes pela criação de conteúdos relevantes e de qualidade. Dessa maneira, através do Marketing de Conteúdo, você consegue chegar até seu público-alvo e apresentar soluções para as suas dores e problemas, além de acompanhá-lo pela sua jornada de compras!

Que o Marketing Digital deixou de ser algo utilizado apenas por grandes marcas e passou a fazer parte do nosso dia a dia você já sabia, não é?

Não basta apenas estar presente na internet, sua marca deve atrair e conquistar a atenção de sua audiência. E como fazer isso? A resposta é simples: apresentando soluções para suas dores e problemas. 

E é aí que entra o Marketing de Conteúdo! Com essa estratégia, você consegue passar informações importantes, relevantes, de qualidade e do interesse de seu público para curar alguma dor e oferecer soluções e caminhos a problemas que, talvez, o leitor nem sabe que possui.

Quer saber tudo sobre marketing de conteúdo e dominar essa estratégia de marketing digital? Não se preocupe, a Opti te ajuda! Fique conosco até o final e boa leitura!

O que é Marketing de Conteúdo?

Marketing de Conteúdo é uma das principais estratégias do Inbound Marketing, ou marketing de atração, que se alia ao marketing digital

O objetivo é atrair e engajar seu público-alvo, torná-lo qualificado para comprar e, por fim, convertê-lo em cliente através da criação e distribuição de conteúdos valiosos.

Em outras palavras, o marketing de conteúdo consiste em produzir conteúdos relevantes para engajar seu público-alvo e aumentar a sua rede de visitantes, potenciais clientes e clientes! 

Assim, você atrai e conquista mais pessoas e aumenta a visibilidade de sua empresa, bem como sua autoridade.

O marketing de conteúdo não promove diretamente a marca, mas nutre seu público-alvo de informações relevantes, apresenta soluções para seus problemas e, assim, gera autoridade.

Você pode estar se perguntando: Ok, e como faço isso? Como criar conteúdos valiosos para meus visitantes?

Para isso, você pode estudar o que e qual tipo de produção seu público-alvo quer consumir e entender quais são os seus desafios, necessidades, objetivos e preferências. 

Fácil? Nem tanto. Contudo, é dessa forma que você atrai, envolve e gera valor para as pessoas, o que cria uma percepção positiva da sua empresa e resulta em mais negócios.

Como surgiu o Marketing de Conteúdo?

Com o avanço da internet e novas tecnologias, o comportamento dos consumidores mudou – ou seja, o jeito como consumimos e nos relacionamos com os conteúdos mudou! 

Afinal, com a internet, podemos procurar e buscar assuntos que são do nosso interesse e que resolvam nossos problemas com apenas alguns cliques, em pouquíssimo tempo.

A era em que assistíamos TV e, de tempos em tempos, o programa era interrompido e para assistirmos àqueles comerciais chatos já se foi. Hoje, as pessoas têm mais poder do que nunca para escolher o que vão consumir e onde encontrar o que procuram.

O velho jeito de vender, apenas falando de seu próprio produto, cedeu quase todo o espaço para um formato no qual você deve focar no desejo de seu público, que é consumir somente o conteúdo útil para ele.

Esse jeito antigo de se fazer marketing interrompia os clientes, os abordava em momentos errados e inoportunos e chegava a muitas pessoas que não faziam parte do público-alvo, ou seja, não era um conteúdo relevante para elas! 

Hoje em dia, as pessoas possuem total poder de escolha sobre o conteúdo que consomem, quando o consumir e as ferramentas ideais para buscar apenas o que desejam. Por isso, manter tudo isso em mente no momento de elaborar suas estratégias de marketing é essencial!

O que o público consome hoje?

Um conteúdo relevante não foca apenas em vender, mas em trazer algum benefício para quem o lê. Então, um conteúdo relevante é aquele que ajuda a pessoa a resolver um problema, esclarecer uma dúvida ou a ensina algo importante e de valor. 

A venda vai ser apenas a consequência desse processo e virá depois de toda uma jornada de compra pela qual a pessoa deve passar.

O conteúdo a se criar não deve ser apenas útil, mas passar a mensagem certa ao público certo no momento em que ele mais precisa! Você deve superar expectativas, através de um conteúdo tão incrível que seu público irá querer compartilhá-lo com outras pessoas.

A partir daí, ao consumir informação produzida pela marca, sua audiência pode descobrir desejos ou dores que nem imaginava existirem e, assim, depositar credibilidade em seu negócio.

Dessa forma, esse público passa a se identificar com seus conteúdos e a ver sua empresa como autoridade e referência nos assuntos que aborda. Então, sempre que precisar, irá te procurar para obter mais informações relevantes e conferir suas novidades.

Em outras palavras, quando essas pessoas que você conquistou com seus conteúdos perceberem alguma necessidade de compra, de forma automática eles optarão por aquela empresa que já está “em seu radar” como marca confiável.

Estratégia do Marketing de Conteúdo

Deu para perceber que o marketing de conteúdo é tudo sobre abordar as pessoas certas com o conteúdo certo no momento certo, não é? Afinal, é assim que você consegue educar e ajudar seu público-alvo nas dores e problemas que possuem!

Assim, a estratégia do marketing de conteúdo é feita em 5 etapas:

  1. Planejamento: trace um plano e estabeleça as tarefas e os responsáveis, além de maneiras de alcançar seus objetivos;
  2. Criação de personas: definir sua persona – o cliente ideal de sua empresa – faz com que você consiga criar conteúdos mais direcionados e relevantes. Afinal, você irá conhecer a quem se dirige e com quem você dialoga;
  3. Criação de conteúdo: você pode criar conteúdo em diversos formatos, desde que eles sejam relevantes. Você não precisa se limitar apenas a uma forma, mas deve considerar que optar por todas elas pode desviar o foco e diminuir a qualidade e esforço nas campanhas;
  4. Distribuição: com o conteúdo pronto, é preciso pensar em como ele irá chegar ao público. Pense nos canais nos quais a persona se encontra, como redes sociais e email;
  5. Mensuração de resultados: com os conteúdos publicados na internet, é preciso saber se estão tendo sucesso ou fracasso. Para isso, você precisa analisar resultados referentes ao tráfego, interações sociais, SEO e networking!

O marketing de conteúdo faz com que o público avance pelo seu funil de vendas sem se dar conta e se torne seu cliente. Para que isso seja feito da melhor maneira possível, os conteúdos devem se adequar à etapa do funil na qual seu visitante está.

Isso gera resultados positivos em grande escala e impulsiona a empresa em direção aos seus objetivos. Quer saber mais? Dê uma olhada neste vídeo da Opti:

Etapas da estratégia de Marketing de Conteúdo?

Para criar sua estratégia de marketing de conteúdo, você precisa levantar e documentar várias questões antes de “pôr a mão na massa”.

Para te ajudar a aproveitar e obter os melhores resultados em cada uma das etapas, a Opti preparou esta lista completa para você! Confira:

Defina seus objetivos

Onde você pretende chegar com suas estratégias de marketing de conteúdo? Quais são os objetivos que você pretende alcançar com os conteúdos que produzir?

Ter suas metas claras e bem definidas ajuda a entender quais métricas devem ser consideradas e acompanhadas, e quais as melhores atitudes a serem tomadas para melhorar os resultados. 

Ainda não tem um objetivo muito claro para suas estratégias de produção de conteúdo? Não se preocupe, a Opti listou alguns para você:

  • Gerar e aumentar as vendas;
  • Educar o mercado;
  • Aumentar o lifetime-value;
  • Melhorar o engajamento dos visitantes e clientes com a marca;
  • Diminuir o custo de cliente por venda;
  • Gerar brand awareness.

Estes são os objetivos mais gerais e comuns, que englobam grande parte das estratégias de marketing de conteúdo que vemos no dia a dia. Então, para definir qual vai ser o seu objetivo, pense sempre onde você quer estar no futuro!

Com os objetivos claros e em mente, você pode definir seus KPIs – os indicadores-chave de performance. Eles serão essenciais ao final da estratégia para medir e analisar as melhores métricas para seu negócio!

Planejamento

Essa é a hora de definir tarefas, os responsáveis por cada uma delas e alinhá-las às metas que você quer atingir. Para isso, você precisa ter claro quais são os seus objetivos com suas estratégias de marketing de conteúdo, pois é a partir deles que você irá montar seu planejamento.

Assim, para você potencializar ao máximo seus resultados, o ideal é planejar os seguintes passos:

  • Quais personas você pretende atingir;
  • Quais os canais onde vai promover;
  • O que você deve escrever;
  • Quando publicar;
  • Qual formato de conteúdo ideal para você usar;
  • Qual é o resultado que você pretende alcançar.

Manter o planejamento em mente ajuda a ter todos estes pontos claros e manter o foco ao longo do caminho. Afinal, mesmo que aconteçam alguns desvios, seu plano sempre será um dos seus maiores aliados.

Vale lembrar que sair do planejamento faz parte da jornada! Imprevistos acontecem, assim como novas demandas e necessidades surgem. Por isso, não tenha seu plano como algo fechado, mas sim como algo que pode ser ajustado.

Definição das personas

A definição da persona é uma das etapas mais importantes de todo o processo.

A persona é uma representação fictícia do cliente ideal de um negócio. Por isso, ela deve ser baseada em dados reais sobre o comportamento e as características demográficas dos clientes.

Na construção das personas você deve incluir histórias pessoais, motivações, objetivos, desafios e preocupações.

Todas essas características vão guiar o planejamento e a criação dos seus conteúdos. Então, não se limite! Faça um trabalho abrangente e crie mais de uma persona para o seu negócio.

Depois disso, você vai ver qye a produção dos conteúdos passa a fazer mais sentido, pois você já sabe a quem direcioná-lo e com quem conversar.

Confira este conteúdo da Opti!

Formatos de criação de conteúdo

Os conteúdos podem ter diversos formatos, desde que sejam pertinentes ao seu público. Os principais formatos são:

  • Blog posts;
  • eBooks;
  • Materiais ricos;
  • Email marketing;
  • Vídeos;
  • Webinars;
  • Etc.

A escolha deles pode depender de como você irá distribuí-los e quais seu público mais consome. Assim, você pode analisar quais são os formatos que trazem maior sucesso à estratégia e te colocam mais próximo de alcançar seus objetivos!

Vale lembrar que um formato que não traz tantos resultados não precisa ser necessariamente descartado. Você pode tentar outras abordagens e outros conteúdos.

Além disso, lembre-se que você não precisa utilizar todos eles! Isso pode fazer com que você desvie o foco dos que mais trazem resultados, além de trazer a possibilidade de queda de qualidade dos conteúdos produzidos pela dispersão de esforços.

marketing-de-conteúdo

Blog

O blog é a forma mais comum de atração na internet por apresentar enormes vantagens aos produtores de conteúdo.

O principal e maior benefício desse formato é gerar tráfego orgânico para seu site, o que pode te deixar livre de investimentos, maiores ou menores, em campanhas de tráfego pago. 

Em outras palavras, o blog faz com que mais pessoas consigam te encontrar e chegar até você, o que facilita o consumo do conteúdo que você produziu. O blog te dá uma visibilidade maior, o que atrai mais visitantes sem que você tenha que pagar para aparecer como anúncio.

Claro que isso depende de seu planejamento e das estratégias que você traçar.

Para isso, você precisa fazer um bom planejamento de pautas, criar blog posts relevantes para sua persona, considerar fatores relacionados ao calendário – por exemplo, em um blog relacionado a emprego, planejar temas como reajuste de salário nas datas em que isso acontece – e postar com uma boa frequência.

Além disso, para obter sucesso com seu blog, é preciso um conhecimento básico de SEO (otimização para os mecanismos de busca). Afinal, não adianta você postar seus artigos e eles não conseguirem um bom posicionamento nas páginas de resultados de busca.

No momento de criar seu blog post, você deve aplicar regras de SEO on Page como, por exemplo:

Materiais ricos

Os materiais ricos são conteúdos mais densos e maiores do que um artigo do blog ou um post de rede social. Portanto, são mais específicos e trazem mais informações, o que os destina para as pessoas que têm interesse em conhecer e saber mais sobre um certo assunto.

Eles são ótimas maneiras de gerar conversões a partir do meio do funil de vendas, pois tratam de assuntos mais aprofundados e são excelentes para o momento em que você começa a qualificar seus leads.

Esses conteúdos devem ser materiais educativos, que vão despertando interesse em sua audiência e, assim, os acompanha até o momento da compra.

O jeito ideal de ofertá-los é através de landing pages – páginas com finalidade de conversão. Nelas, você oferece o conteúdo e, em troca, pede algumas informações de contato desses potenciais clientes, tais como nome, e-mail, telefone etc.

eBooks

O eBook é uma categoria de material rico, sendo uma ótima alternativa para conteúdos mais longos que ficariam grandes demais em um blog post. Eles passam uma imagem de autoridade no assunto, o que transmite confiança ao seu público-alvo e gera autoridade para sua empresa.

Isso porque escrever e organizar um eBook exige muita pesquisa e conhecimento do tema. Além disso, ele apresenta um determinado assunto em uma sequência lógica de aprendizado, o que pode ser fantástico para quem está estudando um conteúdo em particular.

Esse formato também tem a vantagem de ter uma “alta viralidade”, já que basta divulgá-lo nas redes sociais com imagens e um título atrativo que seus leitores provavelmente o compartilharão – se o material realmente gerar valor para eles.

Outra vantagem é que ele é um formato barato de desenvolver, já que, ao contrário de outros conteúdos, exige pouca infraestrutura: basta fazer a pesquisa, escrever e diagramar. E mesmo que você não tenha muito jeito com design, pode usar algum dos vários templates para diagramação disponíveis na internet!

Todas essas características peculiares dos eBooks fazem com que eles sejam uma das grandes táticas do marketing de conteúdo.

E-mail Marketing

O e-mail ainda é um dos canais com maior retorno sobre o investimento (ROI) em uma estratégia de marketing de conteúdo. 

De acordo com estudos de mercado, o uso de e-mail em todo o mundo atingiu 3 bilhões de usuários em 2020. Ou seja, o e-mail marketing ainda é uma estratégia muito poderosa, com um alcance enorme!

Além disso, ele oferece diversas vantagens, como previsibilidade de alcance e o baixo custo, já que você precisa apenas de uma ferramenta e um analista para realizar os disparos e saber exatamente quantas pessoas receberam, abriram e clicaram na mensagem.

Contudo, é uma estratégia que requer um certo cuidado. Afinal, seus clientes não irão gostar de ficar recebendo spam e e-mails que considerarem como irrelevantes. 

Além disso, criar uma lista de e-mail com seus próprios clientes é muito mais importante e melhor do que comprar uma pronta. Assim, você apenas envia e-mails para as pessoas que querem receber suas novidades, ao invés de chegar até pessoas que não fazem parte de seu núcleo.

Vídeos

Os vídeos são um formato de conteúdo muito interessante que podem ser utilizados em conjunto com outros – por exemplo, ao longo de blog posts,como fizemos aqui, e em e-mail. Quando aplicados na estratégia de marketing de conteúdo, podem ser incrivelmente valiosos para sua empresa.

Afinal, com uma rotina cada vez mais agitada e na qual sentimos que não temos tempo para parar e ler um conteúdo, o vídeo se encaixa perfeitamente – ainda mais se for um vídeo curto!

Pense na plataforma do TikTok ou até nos Reels do Instagram: são plataformas que oferecem vídeos de cerca de 15 segundos, fáceis de consumir e que prendem a atenção do espectador.

Por isso, produzir conteúdo em vídeo faz com que seu público-alvo o consuma ao longo do dia a dia, pois basta deixar rodando e ouvir as informações. Pode ser durante o horário de almoço de trabalho, no trânsito ou em diversas outras situações.

Além disso, os vídeos estão se tornando muito populares entre os criadores de conteúdo em virtude da facilidade para criar essa categoria de material. Muitas empresas nem sequer possuem câmeras profissionais, apenas utilizam webcams ou celulares para gravações.

Atualmente, é seguro afirmar que cerca de 60% de todo o tráfego mobile da internet já é composto por eles. Tem mais: ter vídeos em páginas de produtos aumenta em até 85% a intenção de compra, por reforçar a confiabilidade do produto para o cliente.

As utilizações mais comuns dos vídeos na estratégia de conteúdo são:

  • Webinars gravados;
  • Uso para redes sociais;
  • Em blog posts;
  • No e-mail marketing;
  • Canais de vídeo (YouTube, por exemplo).

Webinars

Os webinars, assim como os eBooks, são um formato de material rico muito utilizado para a produção de conteúdo. Eles dão um toque mais pessoal, que aproxima o potencial cliente da empresa, e são uma ótima oportunidade de estabelecer contato com referências do seu ramo de mercado.

Nesse formato, você pode transmitir o conteúdo ao vivo ou gravado, sendo que ambos são ótimos meios para se aproximar do seus clientes em potencial. Nas versões ao vivo, seu público pode enviar perguntas e obter as respostas na hora, o que facilita a interação e aproximação.

Mantendo esse material gravado após a apresentação ao vivo, você ainda tem a vantagem de continuar gerando leads! Afinal, as pessoas que tiverem interesse podem acessá-lo e consumir aquele conteúdo quando quiserem.

Também podem ter baixo custo, já que é possível gravar um webinar apenas com um celular e editar o vídeo em seu computador – claro que produções mais sofisticadas podem passar uma imagem mais profissional da sua empresa.

Além dessas vantagens, você pode ainda utilizar o conteúdo gerado no webinar para criar outros formatos de conteúdo, como novos posts, eBooks, infográficos etc.

Canais de distribuição

A escolha dos canais nos quais a sua persona está é uma questão fundamental para que o conteúdo chegue até ela. Afinal, você precisa promover suas produções nos canais em que a persona se encontra, como em redes sociais, listas de e-mail e mecanismos de busca.

Por isso, é preciso conhecer as plataformas e canais com maior uso e efeito sobre suas personas. Dessa maneira, você garante que os seus conteúdos e esforços estão sendo bem direcionados e chances de sucesso maiores! 

Em outras palavras, atuar em uma plataforma que é utilizada pelo seu público faz com que você tenha mais chances de ser visto e encontrado!

Mais uma vez, a escolha dos canais ideais vai depender de todo o seu planejamento anterior e do conhecimento dos hábitos de suas personas.

Não pense que esse conhecimento cai do céu ou apenas de pesquisas na internet. Você terá que pesquisar muito, mas também vai precisar testar na prática suas hipóteses.

Você pode usar mais de um canal, mas usar todos eles pode fazer com que você perca o foco e distribua esforços. O perigo disso, como vimos, é uma queda de qualidade e risco de um sucesso menor nas estratégias.

Por isso, não saia “atirando para todos os lados”! Faça uma pesquisa com suas personas para descobrir quais são os melhores canais para abordá-las!

Estratégias Orgânicas

Tráfego orgânico é o nome dado às pessoas que encontram seu conteúdo sem que seja por um anúncio pago ou alguma propaganda. Ou seja, são visitantes que pesquisaram por um assunto de seu interesse e te encontraram como resultado dessa busca!

Você pode atrair sua audiência de forma orgânica no Google, por exemplo, utilizando as técnicas de SEO para ranquear seus conteúdos nas primeiras posições do buscador.

Mas o que seria esse tal de SEO? A sigla significa – Search Engine Optimization – ou otimização para os mecanismos de busca.

Também de forma orgânica, você pode conquistar audiência e seguidores nas redes sociais, de forma a aumentar o alcance das publicações com o uso de técnicas específicas, por exemplo:

  • Uso correto de hashtags;
  • Identificação dos melhores horários de publicação;
  • Uso de imagens com qualidade e sem interferência gráfica;
  • Posts com conteúdos relevantes para as personas;
  • Interação com os comentários.

Além dos métodos orgânicos de divulgação no Google e nas redes sociais, você também pode espalhar seus conteúdos nessas plataformas através de campanhas pagas.

Desse modo, você consegue definir quanto quer gastar e segmenta o público que receberá esse material.

Estratégias de impulsionamento pago dos conteúdos

As estratégias orgânicas são excelentes, pois não dependem dos gerenciadores de anúncios das redes sociais para atrair sua audiência, gerar engajamento e, consequentemente, vender.

Entretanto, um inconveniente surge quando elas podem demorar algum tempo para atingir os resultados desejados.

Por outro lado, os anúncios pagos podem entregar seus conteúdos de forma rápida e para um volume enorme de pessoas que não são seus seguidores.

Além disso, os anúncios pagos também podem atrair visitantes que já estão dentro do seu nicho de atuação! Ao disponibilizar anúncios em páginas que possuem mesmo público-alvo que o seu, você consegue atrair a atenção de mais pessoas que representam uma chance real de venda, ao invés de apenas visitantes!

Assim, você pode investir nessa categoria de estratégia em todas as redes sociais (Facebook, Instagram, TikTok, YouTube…) e promover conteúdos escritos ou em vídeos.

De qualquer modo, não há como apontar qual estratégia é mais eficiente, se é a orgânica ou a paga. O desempenho depende de cada categoria de negócio e do seu planejamento! Pode ser que as estratégias pagas tenham mais sucesso do que as orgânicas em um primeiro momento, e os papéis se invertam depois!

Você não precisa escolher apenas uma delas! É possível combinar tráfego orgânico com anúncios pagos. Utilizar mais de um canal de distribuição também é muito efetivo. Dessa forma você pode potencializar ao máximo seus resultados.

Medir e analisar

Para ter certeza de que as ações estão funcionando, é preciso acompanhar e analisar as métricas referentes à geração de tráfego, interações sociais, networking e SEO.

Nesse sentido, você deve acompanhar de perto se os seus objetivos estão sendo atingidos. Observe que algumas métricas podem não te levar ao seu objetivo principal.

Essas são as chamadas métricas de vaidade. Tome cuidado com elas, pois não trazem nenhuma medida relevante para sua empresa e podem até te distrair e te enganar, ou seja, te fazer pensar que suas estratégias não estão tendo sucesso quando, na verdade, estão!

Vou dar um exemplo: uma empresa que quer vender seu produto conseguiu milhares de seguidores e, assim, acredita que atingiu sua meta. Nesse caso, sua meta é vender o produto, os seguidores podem chegar ao momento da compra ou não. Caso não comprem, suas metas não foram atingidas.

Viu como o ganho de seguidores pode distrair e te fazer pensar que a empresa está tendo sucesso, quando, na verdade, ela não está aumentando suas vendas? Essa métrica de vaidade é uma das mais comuns e pode causar todo um reajuste nas estratégias de marketing!

Por isso, é importante ter seus objetivos claros e bem definidos, além de estabelecer quais métricas devem ser analisadas e consideradas para medir o real sucesso das suas estratégias!

Defina seus KPIs

Os KPIs – sigla para indicadores-chave de desempenho – são métricas importantes e relevantes para mensurar o desempenho de uma determinada estratégia e de processos de gestão.

Ou seja, KPI é uma maneira de medir se uma atitude ou um conjunto de ações está tendo os resultados esperados e efetivos, e se está avançando em direção aos objetivos propostos!

Por isso, alguns indicadores de um bom KPI são:

  • Fácil de mensurar e medir;
  • Simples de entender – para que possa ser compartilhado e passado de forma clara para todo o time e evitar desentendimentos ou complicações;
  • É importante – as métricas do KPI devem ser importantes para alcançar o objetivo e as metas do planejamento. Por isso, cuidado com as métricas de vaidade!
  • Capaz de levar à ação positiva – devem trazer ações para a melhora e crescimento da empresa! Se a análise das métricas de seu KPI não trouxerem isso, você está analisando as métricas erradas.

Vale lembrar que os KPIs estão intimamente ligados aos seus objetivos e os dois devem atuar juntos e andar lado a lado! 

Funil de vendas no Marketing de Conteúdo

O funil de vendas, ou pipeline, é um modelo estratégico que mostra a jornada do cliente desde o primeiro contato com a sua empresa até a concretização da venda.

Sua estratégia de marketing de conteúdo deve utilizar esse modelo para seu negócio gerar vendas. Com a criação e distribuição dos conteúdos, você conduz seus leads através do funil.

O processo de compra não é homogêneo e ocorre por etapas. Isso porque, durante a sua jornada, o cliente passa por vários momentos que revelam o quão próximo de comprar ele está.

Para determinar qual é o nível de maturidade do cliente, definimos as etapas do funil de vendas dividindo-as em três partes:

  1. Topo;
  2. Meio;
  3. Fundo.

Para entender tudo sobre o funil de vendas e a jornada de compra do cliente, clique aqui!

Marketing de Conteúdo em prática

Agora que você já conhece todas as etapas e já tem tudo bem definido com seu time, é hora de colocar as estratégias de marketing de conteúdo em prática.

É sempre importante manter em mente seu plano e seus objetivos, para não perder de vista tudo o que você definiu até aqui. 

Mas calma! É comum que você precise fazer algumas mudanças conforme vai colocando as estratégias em prática, e você deve sempre estar aberto a novas alterações.

O planejamento não deve ser algo fechado e impassível de mudanças – ele vai se ajustando à sua rotina, demandas, necessidades e afins. Por isso, não se desespere caso algo mude ou saia do plano – não é o fim do mundo!

Produção de conteúdo

A produção do conteúdo é uma das partes principais, pois é aqui que toda a sua estratégia se reflete e toma forma.

Criar conteúdo relevante e de qualidade não é tão simples quanto algumas pessoas pensam, pois não se trata de apenas escrever ou gravar. 

É preciso investir tempo, dedicação e trabalho, além de manter em mente diversos aspectos, como a persona que irá consumir o conteúdo e a etapa do funil na qual ela se encontra.

Por isso, na hora de criar seu conteúdo, você precisa levar alguns pontos em consideração. Para te ajudar a produzir o melhor e mais relevante conteúdo para seu público, a Opti preparou uma listinha! Vem com a gente!

Escolha as melhores palavras-chave

As palavras-chave são os termos e frases que as pessoas utilizam para fazer uma pesquisa no Google. Elas são parte essencial das estratégias de SEO, pois é através delas que as pessoas te encontram e chegam até seu conteúdo.

Por isso, é preciso fazer uma pesquisa de palavras-chave para entender quais são as mais buscadas pelo seu público. Afinal, do que adianta produzir um conteúdo se o seu público não conseguir te encontrar?

Com as melhores palavras-chave – as com maior volume e frequência de busca, que mostram que mais pessoas as pesquisam -, fica mais fácil de ser encontrado pelo seu público! 

Ou seja, você aumenta sua visibilidade e o seu tráfego orgânico!

Pense no formato e no tamanho do conteúdo 

O formato e o tamanho do seu conteúdo irão variar, e não são algo fixo que você deve seguir. Aqui, o que vale é entregar uma produção valiosa, relevante e de qualidade para seu leitor.

Mesmo que não seja algo fechado, existem algumas dicas para te ajudar na produção de conteúdo, como evitar textos que sejam muito longos ou curtos, muito densos e complicados ou vazios demais.

Não existe um mínimo ou máximo de palavras, mas um bom tamanho para começar é em torno de 500. Assim, você consegue responder às dúvidas da persona e ser bem visto pelo Google, que prefere textos mais completos nas primeiras posições.

Ainda, a variação de formato te ajuda a manter sua audiência interessada e engajada. Por isso, além de textos para blog, você pode oferecer infográficos, vídeos, podcasts e muitos outros! Dessa forma, você testa e avalia quais são recebidos de melhor maneira pela sua persona.

Contudo, cuidado. Como falamos antes, não é sobre sair atirando para todos os lados e produzir todos os formatos. Isso toma tempo e divide esforços, que nem sempre serão recompensados.

Considere a escaneabilidade do conteúdo

A escaneabilidade do texto é a capacidade do leitor de entrar no seu conteúdo e encontrar as informações que procura de maneira rápida e fácil, sem precisar procurar muito por ela.

Em outras palavras, a escaneabilidade se trata de formatar o texto do seu conteúdo para que ele fique atrativo e mais fácil de ler!

Mas por que esse nome? Bom, antes de realmente ler um texto, é comum que as pessoas “passem o olho” por cima, apenas para ver do que se trata e se vale a pena ler aquele conteúdo! Ou seja, elas escaneiam o texto antes.

Por isso, separar em títulos internos, fazer listas, inserir imagens e destacar palavras em negrito aumentam a escaneabilidade, pois chamam a atenção e se destacam.

Além disso, frases curtas e parágrafos diretos são melhores! Assim, as informações são mais fáceis de entender, o que melhora a compreensão e entendimento do leitor.

Faça a revisão antes de postar!

Já imaginou tentar ler um texto repleto de erros de escrita? Você provavelmente não vai gostar, além de isso prejudicar todo o seu entendimento e relação com a empresa que o produziu.

Por isso, um conteúdo cheio de erros de ortografia acaba com a autoridade que você construiu e causa uma impressão ruim em seus leitores.

Por isso, é importante revisar todos os conteúdos que você produzir, principalmente antes de postar. 

Além disso, não se trata apenas de encontrar os erros ortográficos, mas também conferir se seu conteúdo está seguindo as práticas listadas até aqui!

Assim, você garante o melhor conteúdo para as melhores posições de ranqueamento no Google.

SEO – otimização para os motores de busca

Agora que seu conteúdo está pronto, a próxima etapa não é publicá-lo – ao contrário do que muitos pensam. Antes disso, você precisa fazer a otimização para os motores de busca, para que sua persona o encontre mais facilmente!

Por isso, você precisa pensar no SEO do conteúdo, uma vez que essa é uma das principais estratégias da metodologia Inbound – práticas para que os motores de busca levem seus conteúdos até as primeiras posições. Isso porque os buscadores, como o Google e o Bing, utilizam algoritmos para classificar todos os conteúdos indexados.

É por meio de algoritmos que o Google estabelece que o artigo “X” é mais importante que o “Y”. Por isso, deve ser o primeiro colocado na página quando alguém faz a busca de determinada palavra-chave.

Quanto mais relevante os algoritmos consideram o seu conteúdo, melhor a colocação dele no ranking daquele buscador. E estar bem colocado no ranking é fundamental para chegar à sua persona.

Publicação e divulgação do conteúdo

Agora que seu conteúdo está pronto e foi otimizado para os motores de busca, você pode publicá-lo e divulgá-lo nas melhores plataformas para seu público.

Você deve fazer seu conteúdo ser visto, levar ele até seu público e incentivar sua leitura. Afinal, você se dedicou para produzir e elaborar!

Promover seu conteúdo de forma eficiente influencia de forma direta os resultados da sua estratégia! 

Ferramentas de Marketing de Conteúdo

O marketing de conteúdo é uma área grande e cheia de detalhes a serem pensados e lembrados, que envolve o trabalho de diversas pessoas e toda uma estrutura. 

Mas existem ferramentas para aliviar a carga e te ajudar a produzir o melhor conteúdo para seu público, o que facilita o dia a dia dos profissionais. Essas plataformas podem te ajudar a medir resultados e métricas, aumentar o volume de conteúdo e muitas outras funções!

Para você facilitar todos os processos, a Opti separou as melhores ferramentas para te ajudar nessa tarefa!

Pronto para melhorar suas estratégias de Marketing De Conteúdo?

Agora que você já sabe o que é, como funciona e como fazer marketing de conteúdo, é hora de colocar tudo em prática e começar a produzir os melhores conteúdos para seu público!

Mas, e se você contasse com uma plataforma que te ajuda em todas as suas estratégias de marketing digital?

Essa plataforma é a Opti!

A Opti oferece conteúdo otimizado para pessoas e algoritmos, próprio para te ajudar a alcançar as primeiras posições dos resultados de busca do Google! Afinal, com a Opti, você consegue produzir e publicar os melhores conteúdos para os motores de busca!

A Opti faz o monitoramento automático da SERP, mostrando não apenas em qual posição do Google seus conteúdos se encontram, mas também se houve queda ou aumento! Assim, você consegue traçar as melhores estratégias e ver quais estão tendo sucesso e quais não.

Além disso, a Opti também disponibiliza o histórico de ranqueamento de keywords e análise de SEO integrada ao WordPress, para que você possa avaliar os erros de SEO que seu conteúdo apresenta e entregar o melhor e mais completo!

Venha descobrir o que mais a Opti pode fazer por você e pela sua empresa, conheça os planos e encontre o melhor para sua estratégia de marketing digital! Faça seu cadastro agora e ganhe um período de teste grátis!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.