seo-marketing

SEO Marketing: Se aprofunde na melhor estratégia do mercado!

Você conhece a frase “Quem não é visto não é lembrado”? Ela é muito impactante, e, também, verdadeira. Quem trabalha com marketing digital conhece a importância de ter visibilidade entre seus leads, porém, muito se fala sobre o quão essencial é estar sob os holofotes, deixando a maior questão no ar: Como conquistar esse espaço? O SEO pode ser a resposta. 

Você já deve conhecer as duas linhas de tráfego mais populares: tráfego pago e o tráfego orgânico. Pode-se dizer que não existe uma melhor do que a outra, ambas são muito importantes e poderosas para fazer sua estratégia de marketing digital dar certo.

Neste artigo vamos falar sobre o SEO ou Search Engine Optimization, uma estratégia ligada ao tráfego orgânico que representa, hoje em dia, uma das técnicas mais importantes do marketing digital e que pode definir sua posição na SERP do Google.  

Fique comigo até o final do artigo para aprender mais sobre a estratégia mais decisiva do mercado digital! 

Boa leitura!

O que é SEO 

Primeiro vamos relembrar o que é SEO: É a sigla para Search Engine Optimization, que significa Otimização de Mecanismos de Busca, em português. 

Como falamos, consiste em um conjunto de técnicas bem detalhadas, que cumprem com pré-requisitos que as plataformas de busca exigem – Em especial, se tratando do Google. 

O SEO marketing engloba estratégias de conteúdo, autoridade, e desenvolvimento, por isso ela representa um fator decisivo na visibilidade do seu site. Portanto, cada dia mais se torna notório como implantar técnicas de SEO é essencial para obter sucesso em seu site e redes sociais.

O assunto SEO tem sido divulgado com mais clareza nos dias atuais, entretanto, apesar dessa popularização, a discussão acerca do SEO começou há tempo: nos anos 90!

Utilizaram o termo pela primeira vez em 1997, para se referir à reestruturação que uma banda, chamada Jefferson Starship, fez em seu site. Quando os administradores do site viram como os resultados sobre a banda estavam fracos, decidiram que algo precisava ser feito. 

Após fazer uma atualização de conteúdo e acrescentar palavras-chave, os webmasters apelidaram esse processo de Search Engine Optimization, pois era o que estavam fazendo de fato: otimizando o mecanismo de busca a seu favor.

Caso ainda tenha dúvidas, depois das otimizações SEO marketing, os resultados subiram no ranking do mecanismo de busca, e a banda voltou a alcançar o primeiro lugar nas pesquisas. 

E assim começou a desenvolver a ideia de SEO marketing, que mais tarde se tornaria o maior decifrador do algoritmo do Google, ajudando milhares de pessoas a ranquearem seus conteúdos na plataforma.  

seo-marketing

O que é algoritmo e como influencia no SEO marketing?

Algoritmo é uma série de códigos da computação, que executam tarefas e representam o raciocínio dos softwares, como se fossem seus “neurônios”. Assim como a célula nervosa que conhecemos, eles recebem e transmitem informações de acordo com instruções pré-definidas. 

Todo mecanismo online conta com algoritmos para definir seu desempenho, ele faz parte das estruturas vitais que regem o funcionamento digital. E, assim como o meio digital está sempre mudando e evoluindo, o algoritmo também está.

Então, ele aprende com o uso, ou seja, quanto mais diferentes as formas de utilizar a plataforma do algoritmo, mais ele vai aprender e aprimorar os resultados.

O SEO Marketing funciona como um decodificador dos algoritmos, onde se aprende o que os mecanismos de busca mais criteriosos esperam de um conteúdo otimizado de qualidade.

Algoritmo do Google

O algoritmo mais conhecido é o do Google, com suas várias atualizações que os fizeram virar referência no assunto. Seu funcionamento é tão complexo, que possui milhares de métricas para avaliar a relevância dos resultados da página. 

As tarefas fundamentais do algoritmo do Google são analisar as páginas da internet, verificar quais são as mais relevantes, e exibi-las em ordem de importância na página de resultados do buscador. 

O software formado por esses algoritmos foi nomeado de Googlebot, e ele avalia todo conteúdo disponível online (sem exagero!). Títulos, conteúdo, URL, imagens, HTML, velocidade de carregamento… Nada passa despercebido. Tudo isso com o intuito de trazer a melhor experiência para o usuário.

Além de analisar os fatores estruturais, o algoritmo do Google possui extensões linguísticas que identificam erros gramaticais, semânticos e ortográficos, que possibilitam analisar o linguajar utilizado nos conteúdos.

Isso faz com que a plataforma consiga entregar páginas de qualidade, mesmo que a busca tenha um termo errado, e mais ainda, consiga analisar quais textos possuem uma linguagem mais amigável, que torne o conteúdo acessível à leitura.

Para acompanhar cada mudança de comportamento e melhorar seu serviço, o algoritmo do Google passa por cerca de 500 atualizações por ano. Bastante coisa né? Dessa forma, para entregar um conteúdo de qualidade, as técnicas de SEO Marketing precisam acompanhar esse ritmo.

Vamos conferir algumas principais atualizações do Googlebot

Florida 

Foi com a atualização Florida em 2003 que o SEO marketing e suas métricas ficaram conhecidas. Essa versão mudou cerca de 50% do ranqueamento da época, o que deixou muitas pessoas felizes… e muitas outras insatisfeitas. 

Com o novo parâmetro SEO atualizado, contando com novos critérios de avaliação, o Google pôde averiguar qual conteúdo era de fato edificante com informações importantes e qual abusava do recurso de keyword stuffing, o nosso conhecido “encher linguiça”. 

É claro que o Google puniu os sites que “roubavam”, de tal forma que alguns foram banidos e outros perderam posicionamento. Por isso, a atualização Florida não agradou todo mundo.

Panda

No Panda update, mais uma vez o foco foi qualidade de conteúdo. Dessa vez 12% das páginas perderam credibilidade por motivos associados ao seu material: anúncios, falta de autoridade, conteúdos curtos demais…

Penguin

A partir da atualização Panda, os webmasters passaram a se atentar mais à produção de conteúdo, tentando elevar seus níveis de qualidade e alcançar as primeiras páginas do Google de novo, entretanto voltaram a se tornar superficiais, sem autoridade.

A Penguin foi uma atualização inspirada na Florida update, pois retomou sua análise de keyword stuffing para reaver a busca por sites com conteúdo fraco.

Hummingbird

Um dos recursos mais importantes implantados no Google foi a busca semântica, e ela veio na atualização Hummingbird. Na verdade, essa atualização foi tão extensa que pode ser considerada um novo software, com uma mecânica tão aprimorada que se tornou personalizada para cada intenção de pesquisa.

Os resultados passaram a englobar não só sites com a palavra-chave, mas também artigos semelhantes atrelados ao assunto. 

Até mesmo a localização do usuário passou a ser uma métrica de busca.

Rankbrain

Logo após a Hummingbird, veio o Rankbrain. Rankbrain trouxe a inteligência artificial do Google, que aprende com o comportamento do usuário, e assim, personaliza ainda mais os resultados das buscas. 

Cada atualização de algoritmo, o SEO precisa se adaptar e entender o que está sendo exigido como padrão de excelência, por isso estar tão atento é crucial para aparecer entre os primeiros colocados. No entanto, tenha cuidado com as SEO black hats, são formas de burlar esse sistema, que podem acarretar uma séria punição do Google.

SEO Black Hats

Black Hats é a forma de se referir às técnicas “sujas” de SEO marketing, que tentam enganar os algoritmos e passar a perna no buscador. A keyword stuffing, por exemplo, é uma das técnicas de black hats, e como vimos, ela existe faz tempo. 

O intuito do black hat é manipular o Google e driblar as exigências, a famosa “gambiarra”. Mas, com as atualizações, essas práticas se tornaram graves, e podem inclusive causar uma penalidade severa. As práticas de SEO marketing devem ser aplicadas de forma rigorosa, sem exageros ou “atalhos”.

Confira as práticas de Black Hat mais utilizadas: 

Conteúdo duplicado 

Como o nome diz, conteúdo duplicado se refere aos conteúdos copiados de outros sites, o famoso “crtl c + ctrl v”

Quando o Google encontra mais de um site com o mesmo material, a penalidade costuma ser ocultar o site com a postagem mais recente, ou seja, a cópia. Isso pode acontecer com mais de um domínio caso haja mais sites envolvidos na cópia. 

Porém, nesses casos, o usuário que está fazendo a pesquisa, pode desabilitar o filtro que esconde os conteúdos duplicados, e acessar os sites ocultos. 

O que não anula que a prática pode prejudicar bastante seu negócio. Quando a duplicidade se torna um hábito, o Google pode entender que seu site é um spam e o banir da plataforma. 

Você não quer que esse tipo de coisa aconteça não é? Invista em conteúdos originais, com autoridade e fontes confiáveis. 

Usar outros sites e blogs como referência vai te ajudar a ter inspiração para seu conteúdo, o que é diferente de copiar como se aquele material fosse de autoria própria.

Linkfarm 

O linkfarm é uma tentativa de obter backlinks para seu site, o que, na teoria, é algo ótimo, já que backlinks fazem parte de uma estratégia de SEO eficiente. Entretanto, nesse caso, o objetivo é ter o máximo de links possíveis, sem se preocupar com a relevância dos outros sites. 

Os donos destes links chegavam a ter mais domínios sem autoridade alguma, serviam apenas para simular esse grande número de backlinks. 

Nas primeiras atualizações, essa tentativa de burlar o algoritmo dava certo e fazia muitas páginas com baixa qualidade chegarem ao topo, mas hoje em dia o Google é exigente quanto aos backlinks e pune quem ainda procura por linkfarm.

SPAM Blog 

Spam é conhecido como uma prática de envio de mensagens não solicitadas, às vezes de forma massiva. É comum encontrar spam em sites e blogs com caixas de diálogo. 

Com certeza você já se deparou com comentários em um site que não costuma ter conteúdo relacionado ao tema, ou até mesmo sem conteúdo, somente um link. Esse é o spam.

São contas falsas comandadas para criar esse engajamento, comunicando ao Google que aquela página é relevante, já que recebe muitos comentários. Hoje o Google já entende que essas práticas são spans, e seus robôs estão preparados para verificar a veracidade dos comentários que recebem.

O nome é autoexplicativo, essa é uma prática comum de black hat para quem precisa de backlinks e acaba recorrendo ao método mais rápido. 

A pressa é inimiga da perfeição, não é? Os buscadores possuem formas de avaliar se aquele backlink possui valor ou não, e com certeza um backlink pago não apresenta autoridade aos olhos do algoritmo. 

Alguns casos são mais difíceis de identificar que outros, por exemplo, se você fez um acordo com um amigo que possui um site do mesmo nicho que você, como se fosse uma troca de favores. Nesse caso, os nichos são semelhantes, não há nada muito chamativo. Nos casos mais aparentes, e comuns, aparecem backlinks em nichos opostos ao do site de origem, como um blog sobre jardinagem tivesse backlinks de um site de ciências contábeis. 

Cloaking

Ja viu algum filme de mistério cujo vilão precisasse se disfarçar para confundir os mocinhos? O cloaking funciona seguindo esse principio. Os desenvolvedores dos sites estruturam os blogs para confundir os robôs dos buscadores, fazendo com que os sites pareçam mais otimizados do que de fato são.

Agora, na prática, eles não oferecem uma boa experiência ao usuário, ou seja, não cumpre com as regras SEO.

Conteúdo oculto

O conteúdo oculto lembra um pouco a estratégia de cloaking, já que ambas procuram esconder ou disfarçar algo. Aqui, o conteúdo é inserido na própria página de forma que o usuário não a veja, mas que seja contabilizado aos robôs do Google. São fragmentos de texto contendo palavras-chave e informações relevantes para ser ranqueado. 

É comum que camuflem esses elementos utilizando a mesma cor na fonte e, no fundo do blog, deixando as palavras “invisíveis” ao leitor. Outra forma muito comum de disfarçar o conteúdo, é ajustando o tamanho da fonte para 0, assim ela não aparecerá no layout da página. 

SEO Negativo 

SEO negativo são práticas desleais usadas contra concorrência na tentativa de sabotar seu desempenho nos mecanismos de busca. 

Infelizmente, estar disposto a aprender e aplicar o SEO da forma correta não garante total segurança ao seu ranqueamento. O SEO negativo pode ser considerado um ataque cibernético, e acabar com a reputação de seu site. É preciso ficar atento aos sinais de que esta sendo alvo dessa perigosa prática.

Hackers profissionais são contratados para manipular as páginas de sites e blogs, por isso esse ataque complexo pode acarretar consequências severas. 

Algumas podem simular práticas de blackhat, como se você as estivesse praticando, ou atacar seu site diretamente. Seja qual for o formato da sabotagem, estar preparado e atento faz parte da rotina de quem está inserido no meio SEO. 

Não é justo, mas nem todo concorrente será justo em seus métodos, focando apenas em seu próprio desenvolvimento sem ter que boicotar seus colegas. Mas fique tranquilo, o Google reconhece que essa prática existe, e busca sempre aprimorar sua análise de dados para punir quem faz parte desse golpe. 

Como saber se sua estratégia de SEO Marketing está dando certo? Conte com a OPTI!

Seria ótimo se você pudesse ter acesso fácil às métricas fundamentais do marketing digital, não é? Por exemplo:

  • Monitorar sua posição na SERP do Google
  • Obter o histórico de palavras-chave 
  • Como estão ranqueadas nos buscadores 
  • E ainda saber se está sofrendo alguma punição. 

E se eu dissesse que você pode fazer tudo isso em uma plataforma, de forma simples e rápida? 

Essa plataforma é a OPTI! Para te ajudar mais ainda, a OPTI é integrada ao WordPress, e faz uma análise do seu conteúdo, trazendo sugestões de SEO e legibilidade para corrigir possíveis erros. Com a OPTI você pode fazer tudo isso na mesma plataforma! 

Confira os planos e assine 7 dias de teste grátis!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.